Há proposta, mas Cezar não assinou com São Bernardo

Cezar terá uma reunião com a diretoria do Vôlei Futuro
Cezar terá uma reunião com a diretoria do Vôlei Futuro

Foi publicado, dias atrás, a saída do técnico Cezar Douglas do Vôlei Futuro, pelo jornalista Daniel Bortoletto. Será que essa informação é verdadeira? Ela foi postada aqui no blog porque partiu de alguém confiável.

Entretanto, parece que a notícia não é real, então, vim comunicar-lhes o outro lado da situação.

Marco Serelepe, o que narra os jogos do Vôlei Futuro através da rádio, informou, via facebook, que conversou com o técnico de Araçatuba e ele disse que EXISTE uma proposta sim, mas que não acertou nada com o São Bernardo.

Pode ser que tenhamos alguma notícia nesta semana, já que, na terça, Cezar Douglas terá uma reunião com a diretoria do time, que pode definir o nosso futuro.

Continuem ligados aqui no blog porque, qualquer novidade, vocês serão informados. Vamos continuar acreditando que ainda existe uma equipe para nos dar mais alegrias.

#EuAcreditoNoVF

Anúncios

(Liga Mundial) Brasil vence Polônia com dificuldade e se torna líder do grupo A

Com show de erros, Brasil vence Polônia e divide liderança na Liga Mundial

A seleção brasileira masculina de vôlei conseguiu, com muita dificuldade, a sua segunda vitória na Liga Mundial, ao derrotar a Polônia, neste domingo (09/06), por 3 a 2, parciais de 26-28, 22-25, 25-23, 25-20 e 15-10, em 2h26 de jogo, na Atlas Arena, em Lodz.

Diferente da partida de sexta-feira (07/06), o jogo foi marcado por muitas solicitações de vídeo-replay e também por muitos erros das equipes. O Brasil atingiu a incrível marca de 42 erros no jogo, o que dá quase dois sets.

A partida começou apresentando as mesmas características do primeiro duelo. Polônia bem no saque e Brasil mal na recepção. Novamente, após a inversão, com Willian e Wallace, o Brasil, em desvantagem no placar, reagiu e partir para virar o set.

Mais tranquilo, a equipe brasileira voltou sem Lucão para o segundo set. Após sentir uma contusão, ele saiu e Isac, em seu primeiro jogo na Liga Mundial, deu conta do recado, fazendo aces, pontos de ataque, e assustando os adversários nas subidas de bloqueio. Jogando melhor, o Brasil esteve o tempo todo a frente e fez dois a zero.

Após a pausa de 10 minutos entre o terceiro e o segundo set, a história mudou. Jogando o tudo ou nada, a Polônia veio mais agressiva e foi aí que o vídeo-replay começou a aparecer. Em toda a bola duvidosa, o vídeo era requisitado, muitas vezes sem razão. Sem saber corretamente como funciona essa regra e sem saber a quantos cada time tinha direito, os árbitros começaram a se enrolar e os técnicos passaram a se aproveitar disso para com a solicitação dos vídeos, tentar desestabilizar o adversário. E nessa, quem se deu pior, foi o Brasil.

Errando demais, o time perdeu o terceiro set por diferença mínima e viu a chance de liderar isoladamente o grupo A ir embora após o apagão do quarto set, perdido por 25-20. Nesse momento, o destaque ficou para Lucarelli e Bernardinho. O treinador fez questão de em cada tempo, conversar individualmente com seu jogador.

No tie-break, o Brasil reduziu o número de erros e contando com o desgaste dos principais jogadores poloneses, como Bartman e Winiarski, venceu com facilidade por 15-10 e fechou o jogo em 3 a 2.

Com cinco pontos, o Brasil divide a liderança do grupo com a Bulgária, mas perde no set average.  O Brasil volta a quadra nos dias 14 e 16 de Junho, em Mendonza, para enfrentar a Argentina. Já a Polônia, só entra em quadra daqui 15 dias, para jogar contra a França.

Liga Mundial 2013 – Grupo A
Polônia 2 – 3 Brasil (26-28, 22-25, 25-23 e 25-20 e 10-15)
Ginásio: Atlas Arena – Lodz
Árbitros: Simone Santi (ITA)e  Dragutin Cuk (SRB)

Polônia – Zygadlo (1), Bartman (15), Kubiak (10), Kurek (4), Nowakowski (10), Mozdzonek (12) e o líbero Zatorski. Entraram – Konarski, Winiarki (13) e Ruciak (1). Técnico: Andrea Anastasi

Brasil – Bruno (1), Vissotto (26), Lucarelli (9), Dante (14), Lucão (4), Éder (12) e o líbero Mário Jr.. Entraram – Wallace (4), William, Isac (8) e Lipe. Técnico Bernardinho

Fonte: Melhor do Vôlei

(Liga Mundial) Sérvia vence 2º jogo contra Cuba, fora de casa

Foi um bom jogo, com muita pancada pelos dois lados. Dentro de casa, os cubanos buscavam vencer a Sérvia, já que no jogo anterior, eles foram derrotados pelos servos, mas não conseguiram e perderam por 1 x 3.

Cuba foi quem começou melhor o jogo. Logo no 1º tempo técnico, abriram 8 x 4 e estavam com total apoio do torcedor. Mesmo assim, Sérvia foi atrás e conseguiu encostar alguns pontos depois. Mesmo sem grandes rallys, o set foi ponto a ponto, sempre com as equipes no empate ou com Cuba na frente, até que o servos, pela primeira vez, lideraram o placar: 21 x 22 e fecharam em 24 x 26.

Tomando por exemplo da 1ª parcial, o segundo set também foi acirrado, sem grandes diferenças no placar. Sérvia conseguiu fechar em 22 x 25.

O terceiro set foi de Cuba, que teve domínio na parcial. Com grandes vibrações dos jogadores e com boa participação da torcida, os donos da casa fizeram tranquilos 25 x 18.

A quarta parcial começou com a Sérvia tendo a vantagem. Com um ataque para fora, Cuba conseguiu o empate, 6 x 6. Foi a partir dos 10 pontos que a Sérvia começou a abrir. Os servos tinham 10 x 13 no placar e, 7 deles, foram erros cubanos. Sérvia conseguiu, em um contra-ataque, abrir 16 x 21 e fecharam em 21 x 25.

Agora, Sérvia chegou aos 6 pontos, dividindo a liderança do grupo B com a Rússia.

Pelo grupo A, os Estados Unidos derrotaram a Argentina por 3 x 1, dando o troco, afinal, na partida de ontem, foram os argentinos quem venceram. O Brasil, dessa mesma chave, enfrentará a Polônia neste domingo, 09, às 15:15, com transmissão da Polônia. No jogo anterior, os brasileiros fizeram por 3 x 1.

Cezar Douglas sai do Vôlei Futuro e time está próximo de acabar

Há um tempo atrás, o jornalista Daniel Bortoletto publicou em seu blog que o Vôlei Futuro ia continuar e que já estava no mercado a procura de jogadores e dirigentes rivais já admitiam ter perdido jogadores para Araçatuba.

Agora, a diretoria trabalha com mais 2 semanas para conseguir um patrocinador forte. Paralelamente, eles estão atrás de patrocínios menores. Ainda existe uma esperança.

O Vôlei Futuro não enviou representantes para a reunião da Superliga, em São Paulo. Agora, para piorar, o técnico Cezar Douglas já não comanda mais o time. Deverá ser anunciado no São Bernardo na próxima semana.

As informações acima são do jornalista do LanceNet!, Daniel Bortoletto.

O Vôlei Futuro está na UTI e a diretoria da equipe está a ponto de desligar os aparelhos respiratórios do time.

Será o fim ou ainda existe um futuro para o Vôlei Futuro?

Brasil estreia com vitória sobre a Polônia, campeã da última Liga Mundial

Com oscilações, Brasil estreia com vitória na Liga Mundial

A busca pelo décimo título da Liga Mundial começou bem para o Brasil nesta sexta-feira (07/06), em Varsóvia, na Polônia. Mesmo enfrentando os atuais campeões, o Brasil passou com tranquilidade sobre a Polônia por 3 a 1 (22-25, 20-25, 25-22 e 25-15), em duas horas de jogo e garantiu os três primeiros pontos no grupo A.

Apesar da vitória, o time do técnico Bernardinho apresentou muitas oscilações durante a partida. Com a equipe titular formada por BrunoVissottoLucarelliDanteLucãoÉder e Mário Jr., o time brasileiro sofreu com a recepção e a falta de passe nos primeiros pontos do jogo. A Polônia usou do saque forte sua arma para tentar se impor no jogo.

Desta forma, a Polônia abriu vantagem e o Brasil usou do expediente da inversão 5-1 para mudar o jogo. Com as entradas de William e Wallace, o Brasil conseguiu virar o placar e partir para a vitória no set.

Na segunda etapa, o Brasil começou melhor, após uma sequencia de bons saques de Lucarelli. E foi com esse fundamente que o time de Bernardinho se manteve a frente. Com o passe desestabilizado, a Polônia passou a cometer alguns erros que foram capitais para o Brasil abrir 2 a 0.

No tudo ou nada, a Polônia apesar do mau início de set contou com a desconcentração do Brasil para vencer a terceira parcial. Até aquele momento, o Brasil era muito dependente de seus ataques e o bloqueio, em especial com Lucão, não funcionava.

Porém, no quarto set, tudo voltou ao normal e o block brasileiro entrou na linha. Lucão, que então não tinha pontuado no fundamento fez três pontos. Éder, Vissotto e Lucarelli também contribuíram e com facilidade o Brasil fechou o jogo, apesar das oscilações e sem apresentar o volume de jogo necessário.

Com 17 pontos, Lucarelli foi o maior pontuador da partida, seguido, no Brasil, por Vissotto com 16 e Lucão com 15.

O Brasil volta a quadra no domingo, em Lodz, às 15 horas, para o segundo jogo contra a Polônia no final de semana.

Liga Mundial 2013 – Grupo A
Polônia 1 – 3 Brasil (22-25, 20-25, 25-22 e 15-25)
Ginásio: Torwar Hall – Varsóvia
Árbitros – Dragumir Cuk (SRB) e Simone Santi (ITA)

Polônia – Zygadlo (1), Bartman (15), Kubiak (11), Kurek (15), Nowakowski (3), Mozdzonek (13) e o líbero Zatorski. Entraram – Konarski, Winiarki, Wrona (1), Dryzyzga e Ruciak. Técnico: Andrea Anastasi

Brasil – Bruno (4), Vissotto (16), Lucarelli 917), Dante (11), Lucão (15), Éder (11) e o líbero Mário Jr.. Entraram – Wallace (3), William e Lipe. Técnico Bernardinho

Fonte: Melhor do Vôlei

Participe da homenagem ao Ricardinho em Araçatuba

Ricardo
Ricardo

Um grande levantador. Seu nome, Ricardo Bermudez Garcia. Time atual: Vôlei Futuro, desde 2010. Quando chegou no time e conheceu toda a estrutura e a torcida, ele se encantou. “Araçatuba é o Real Madrid do vôlei”

Ricardinho conquistou os torcedores daqui. Como que um jogador de seu nível sairia lá da Europa para jogar em uma cidade do interior do estado de São Paulo? Graças ao investimento da época, isso foi possível. O que o torcedor nunca imaginou que poderia acontecer, aconteceu. Com ele, o nome de Araçatuba foi levado ao mundo. Com ele e os companheiros de equipe, conquistamos, pela primeira vez, o título do campeonato paulista, terceiro lugar na Superliga 2010/2011 e o vice campeonato na temporada seguinte. Para 2012/2013, o investimento caiu bastante e os atletas de maior reconhecimento foram embora. Agora, o time era mais fraco, abaixo do nível de Ricardinho. Mesmo assim, ele quis ficar.

“Eu amo Araçatuba “Eu quero ficar em Araçatuba” “Eu e minha família nos adaptamos e gostamos muito da cidade”. Qual cidadão desta cidade não vai se sentir orgulhoso após ouvir essas palavras que ele disse? É difícil encontrarmos um jogador muito bom que continue numa equipe mesmo que ela seja fraca, porém, nós encontramos.

Por todos os elogios à cidade, pelo que ele fez para ajudar o Vôlei Futuro até agora, ele merece ser homenageado. É por isso que, no dia 21 deste mês, junho, às 19:30, RICARDINHO receberá o TÍTULO DE CIDADÃO ARAÇATUBENSE  e a MEDALHA 9 DE JULHO. Estou convocando toda a população de Araçatuba para estar presente na Câmara Municipal para homenageá-lo. Com certeza este momento ficará na história para nós e para ele. Vá com sua camiseta do Vôlei Futuro e leve seus bate-bates, vamos fazer muito barulho.

A ideia foi de Marco Serelepe.

#UhRicardinho #UhRicardinho #UhRicardinho #UhRicardinho

Liga Mundial – Coréia do Sul é a líder do grupo

FIVB
FIVB

O blog Vôlei Futuro Eu Sou estará levando até você as informações da Liga Mundial que acontecerá a partir do dia 31 de maio de 2013.

No dia 1º de junho, ocorreu a abertura do campeonato com jogos das equipes que estão no grupo C. São os times: Finlândia, Portugal, Japão, Coréia do Sul, Canadá e Holanda.  A Liga Mundial foi dividida em 3 chaves.

Em Helsinque, o time da casa, Finlândia, derrotou Portugal por 3 x 0 (25×13, 29×27 e 25×18). Em um jogo com parciais bem apertadas, os portugueses saíram com a vitória na 2ª partida, vencendo por 2 x 3: (25×23, 23×25, 23×25, 25×23 e 12×15).

Em Quebec, canadenses e holandeses se enfrentaram, também com 1 vitória para cada lado. Quem conseguiu vencer no primeiro jogo foi o Canadá, por 3 x 1: (25×22, 22×25, 27×25 e 27×25). Holanda venceu na partida seguinte, pelo mesmo placar: (22×25, 17×25, 25×20 e 23×25).

A Coréia do Sul, foi quem comemorou os resultados de seus adversários, afinal, foi a única que conseguiu vencer os 2 jogos e é a líder do grupo C. Contra o Japão, marcou 3 x 1 nos dois dias, com parciais de (25×22, 25×20, 21×25 e 25×19) e (25×21, 25×23, 11×25 e 25×22). O jogo foi realizado em Hwasung.

O holandês Wytze Kooistra foi o destaque dessa 1ª rodada, marcando 49 pontos.

Neste próximo final de semana, o grupo C voltará a jogar. Canadá x Japão, Coréia do Sul x Finlândia e a Holanda recebe o Japão. Também no mesmo período, haverá o início dos jogos das outras chaves, A e B. Brasil enfrentará o atual campeão da Liga Mundial, a Polônia, em Varsóvia.

Acompanhe os jogos e resultados do Brasil na Liga Mundial clicando aqui