Entrevistas

Novo no time profissional, o levantador Matheus Matos é o novo reforço que veio da base de Araçatuba para o time profissional do Vôlei Futuro. E ele tem apenas 16 anos!

Matheus nasceu em Mineiro/GO no dia 4 de janeiro de 1996 porém treinou em Alto Taquari/MT por cerca de 2 anos e veio para Araçatuba com um colega (Túlio) pois ficaram sabendo do projeto. Desde 2011, Matheus treina com o infantil e subiu para a categoria infanto neste ano mas ainda treina com o infantil. Dedicado, o levantador, em minha opinião, é um dos melhores da categoria infantil, onde treinei com ele por alguns meses.

Veio para Araçatuba sem a companhia dos pais: “Não vieram, eu vim pra cá com o Túlio. Agora eu moro em uma república e ele mora em outra.”

Mesmo sendo tão jovem, Matheus foi convidado para subir mais um degrau, e que degrau, muito importante em sua vida. Matheus estava no treino quando chegou o técnico Cézar e a comissão técnica para dar uma olhada no time.

“Foi muito legal sabe.. muita coisa nova.” Mas afirma: “Mas é só um início ainda.”

Perguntei a ele como foi treinar pela primeira vez com o time.

“Então, é muito nervosismo e ansiedade, até hoje sinto um pouco mas isso passa com o tempo.”

Ele contou também porque escolheu ser levantador, uma posição que requer muita atenção e raciocínio rápido para saber para quem levantar.

“Então, eu sempre gostei mais de levantar do que de atacar até porque não tinha a técnica para saber atacar… sempre soube que é uma responsabilidade e tanto ser levantador, mas é isso que eu gosto de fazer (risos). E eu sempre tive alguém para me apoiar e me ajudar com técnica.”

_

Matheus contou com apoio dos familiares para seguir na carreira do vôlei. Disse que sua família sempre gostou do esporte.

_
“Minha família sempre gostou muito de vôlei, então tudo isso veio de casa. Eles me ensinaram a gostar e correr atrás. Devo tudo isso a meu pai, minha mãe, minhas irmãs e meus tios. Todos me apoiam.
_
Perguntei se pegam no pé dele nos treinos. “Não é questão de pegar no pé, é questão de querer que eu melhore e aprenda mais… me tratam bem para um novato. Me sinto feliz e com vontade de treinar e jogar.”
_
Mesmo não jogando no dia de sua estreia no profissional e estreia do time do campeonato, Matheus disse que no começo é difícil e se sente motivado a jogar. “É uma ansiedade boa que nos motiva a jogar”.
_
Acredito que fazer uma estreia dentro de casa causa maior ansiedade porque está diante da torcida. Matheus confirma: “Eu fico mais ansioso em casa (risos).” E comentou sobre a vitória do time: “Achei nossa vitória muito merecida, todos jogaram bem.”
_
Em relação ao número da camisa, Matheus falou que queria a 3, mas que está tudo bem com a 7. Perguntei: “Por que queria a 3?” E ele respondeu: “Não sei, sempre usei ela (risos)”.
_
Campeonato Paulista: Vôlei Futuro (3) x (0) Climed/Atibaia 11.08.12
_
Perguntei também se ele tem alguma superstição ou se faz alguma oração antes do jogo. “Oração sempre tem, acredito que todos fazem, mas não possuo nenhuma superstição”.
_
Sonhar é muito importante e fazer o sonho se realizar é mais ainda. Matheus também tem seu sonho no vôlei e ele contou para o blog:

“Meu sonho no vôlei é defender meu país.”

_
E antes de encerrar, Matheus Matos, exemplo de dedicação ao esporte pois não é para qualquer um subir para nível profissional com apenas 16 anos, deixa um recado para a galera que sonha em ser jogador/jogadora de vôlei.
_
“Não sei muito o que dizer por estar começando agora mas sinto que abracei uma missão de me responsabilizar cada vez mais e correr atrás dos meus sonhos que tenho junto com minha família. E acho que o principal para conseguir realizar qualquer sonho e qualquer objetivo é sempre ter humildade, respeito, responsabilidade e nunca desistir porque nada é fácil e conquistar só depende de nós acreditarmos no que somos capazes e principalmente ter fé em Deus.”
_
Matheus foi muito gentil durante a minha conversa com ele. Já o conheço um pouco, pois treinei com ele por poucos meses e ele é legal e educado. Desejo sucesso no vôlei e que você possa trazer, junto com toda a equipe, muitos títulos para o Vôlei Futuro. Que Deus te acompanhe em toda sua vida e que você nunca se esqueça de confiar nEle e ser grato a Ele em todos os momentos.
#GoMatheus
#GoFuturo

1- Onde você nasceu, por que começou a jogar vôlei e em qual equipe?
Nasci em Porto Alegre e comecei a jogar vôlei porque meus pais eram atletas e me incentivaram a jogar. Minha primeira equipe foi a Sogipa.

2- No Brasil,em quantas equipes já jogou, quais e qual a que mais te agradou e por quê?
No Brasil eu joguei em São Caetano ainda na base, depois no Minas, Pinheiros e agora jogarei no Vôlei Futuro. Difícil escolher uma equipe,cada clube trabalhei com pessoas companheiras, diferentes, cada um foi uma história e eu adorei todos os lugares por onde passei.

3- Como que conheceu a equipe do Vôlei Futuro e por que escolheu voltar para o Brasil e jogar em Araçatuba?
Conheci a equipe jogando contra. Só fui conhecer todo o projeto no fim da superliga no ano passado, quando existiu a possibilidade de jogar em Araçatuba. Como eu já sabia do interesse da equipe em me contratar, depois tudo aconteceu naturalmente e eu fiquei muito feliz.

4- O que está achando da cidade?
Eu estive na cidade só duas vezes como jogadora do Vôlei Futuro e o pouco que vi da cidade, me encantou. Estou anciosa para fixar residência.

5- Como é Fernanda Garay fora das quadras?
A Fernanda fora das quadras é uma guria caseira e que adora estar com a familia.

6- Como é jogar na seleção brasileira e quando e como começou a jogar na seleção?
Jogar na seleção é a realização de um sonho! Agradeço muito a Deus por fazer parte desse grupo. Comecei jogar na seleção com 16 anos quando fui convocada para a seleção brasileira infanto-juvenil.

7- Qual é a diferença mais notável em relação à estrutura da equipe do VF e da melhor equipe estrangeira q vc já jogou?
A única equipe estrangeira que joguei foi a NEC do Japão, a estrutura era muito boa mas com certeza o Vôlei Futuro não perde para ninguém!

8- O que achou da torcida de Araçatuba pelo que você já pode ver?
Adorei ter esse contato com a torcida de Araçatuba, ela é sempre presente, faz a diferença e sabe que é muito importante para a equipe.

9- A @SilviaCardoso2 quer saber se vôce pretende ficar por mt tempo no Vôlei Futuro.
Tenho um contrato de dois anos com o Vôlei Futuro, mas eu sou uma jogadora que se estou bem e feliz, não tem porque eu mudar de equipe e é o que eu acho que vai acontecer, o povo de Araçatuba parece tão acolhedor, que eu não vou querer sair de lá…kkkk

10- De quanto tempo é o seu contrato com o Vôlei Futuro?
Como disse, são 2 anos.

11- Quando você está com a seleção, você está junta com a Tandara, ex-Vôlei Futuro e com jogadoras de outras equipes do Brasil. Vocês conversam sobre alguma coisa relacionado aos campeonatos de vôlei que tem aqui no país ou lá é como se isso não existisse e só falam sobre os jogos da seleção?
Comentamos dos campeonatos brasileiros sim, cda uma torcendo para o time seu time…hehe mas tudo com muito bom humor…kkkk

12- O @lucasspearsr quer saber “O que é seleção brasileira pra você?”
Como eu disse anteriormente, é a realização de um sonho!!!!! Sou muito feliz e grata a Deus por isso!!!

13- Defina com poucas palavras: Araçatuba – Torcida VF – Vôlei Futuro –
Uma grande familia, torcendo pelo sucesso da equipe!

14- O que está achando da estrutura do Vôlei Futuro?
A estrutura do Vôlei Futuro é excelente!!!

15- Diga o que quiser para a torcida do Vôlei Futuro.
Estou muito feliz de ter a oportunidade de jogar em uma cidade que adotou o vôlei!!! contarei sempre com o apoio de vocês!!!!!

16- O @V_Konagai quer saber: “Você já foi muito descriminada no Japão pelo fato de ser negra? Se sim, conte alguma historia”.
De jeito nenhum! Por onde passei fui muito bem tratada e voltei para o Brasil com lembranças muito boas.

Entrevista com Carol Gattaz

1- Com que idade começou a jogar vôlei, qual foi a primeira equipe?
Comecei a jogar com 15 anos no Automovel Clube de Rio Preto
2- Por que escolheu jogar vôlei e por que escolheu o Vôlei Futuro?
escolhi o volei porque achava bonito de assistir.Escolhi o VF pela equipe que estava sendo montada e pela estrutura que tem.
3- Em quantas equipes já jogou?

Ja joguei No Sao Caetano, Rexona Curitiba,Finasa Osasco, Jesi Italia, Rexona e Unilever RJ, e Volei Futuro
4- De quantos anos é o seu contrato com o VF?
1 ano.
5- Qual o seu maior sonho no vôlei?
Disputar, jogar e ser campea Olímpica.
6- Quem é seu ídolo?
Nao tenho um ídolo. Tenho pessoas que admiro.
7- O que vocês está achando de Araçatuba e do Vôlei Futuro? Já conhecia a cidade?
Araçatuba é uma cidade tranquila, super gostoso de se morar. Já conhecia sim e to gostando bastante.
8- Qual é a sensação de ser campeã da superliga?
é uma sensaçao maravilhosa ser campea de um campeonato tao disputado como o brasileiro.
9- Você já foi companheira de equipe da Joycinha e ficou a temporada passada longe dela e agora está jogando com ela novamente. Como é a sua relação de amizade com ela? e como é jogar com a joycinha?
Gosto muito da Joyce, somos amigas,me dou super bem com ela, e é um grande jogadora.
10- Qual a diferença mais notável entre as equipes Unilever e Vôlei Futuro?
Depende do ponto de vista. sao trabalhos diferentes, mais ambos sao vitoriosos.
11- Defina com poucas palavras: Araçatuba- VF- Torcida-
Torcida Apaixonante,Vibrante.
12- Diga o que você quiser para a torcida do Vôlei Futuro.
A torcida é maravilhosa, as pessoas acompanham, torcem, vibram e nos dá total apoio e força durante os jogos.
13- pergunta do facebook: 15- Leticia escreveu: “o q ela está achando da estrutura do VF?”
Melhor estrutura do Brasil de clubes hoje. O que eles oferecem aqui, nao existe em nenhuma outra equipe. Primeiro mundo!! Show de bola.
Muito obrigada

beijos a todos

__Entrevista com Clarisse
1- Com que idade começou a jogar vôlei, qual foi a primeira equipe?
Começei a jogar com 7 anos,fazia escolinha em Fortaleza-Ce e minha primeira equipe foi o Clube do Volei em Fortaleza mesmo.
2- Por que escolheu jogar vôlei e por que escolheu o Vôlei Futuro?
Uma boa parte da minha família é ligada ao esporte,principalmente ao volei,minha mãe e minhas tias sempre jogaram , fui praticamente criada no meio das quadras,então logo cedo me apaixonei pelo esporte.Já o Volei Futuro apareceu bem depois na minha vida,surgiu a oportunidade de jogar aqui em 2009 ,fiquei muito feliz com o convite e aceitei ,quando vi estava apaixonada pelo projeto e pela cidade de Araçatuba.
3- Há quanto tempo está no Vôlei Futuro?
Esta é minha terceira temporada .
4- Em quantas equipes já jogou?
Começei no Clube do Volei,fui para o BNB ainda em Fortaleza,depois joguei no CRB de Alagoas,Osasco,Flamengo,São Caetano e hoje no Volei Futuro.
5- Na temporada passada, você teve a oportunidade de treinar com jogadoras de nível altíssimo, como Alisha, Stacy, Fabiana, Paula Pequeno e Joycinha. Como é treinar/jogar com elas?
É uma experiência incrível,eu sempre fui fã da Paula,sempre acompanhava os jogos dela e depois dividir a quadra com ela foi uma experiência única,aprendo cada dia mais com todas.
6- O que você mais admira no Vôlei Futuro?
A estrutura é incrível,e a disposição para trabalhar das pessoas envolvidas com o projeto também é admirável.
7- A equipe feminina tem bastante contato com a equipe masculina? Vocês se reúnem bastante para fazer churrascos ou festas?
 Sempre nos encontramos na quadra ,na academia e em toda área do projeto, mas o contato é profissional e de total respeito como em qualquer outro trabalho.Festas e churrascos não fazem parte de nossa rotina de trabalho,diariamente estamos treinando muito.
8- O que você espera para esta nova temporada 2011/2012 para o Vôlei Futuro feminino?

Muito trabalho e com isso,muitas vitórias!

9- Provavelmente você já teve contato com Leandro Vissoto, Mário Júnior, Lucão e o Ricardinho. Qual deles você mais gostou? Por quê?

Eu gosto muito deles,torço para o bem de todos ,mas sou fã incondicional do Ricardo,pelo jogador maravilhoso que ele é,pela  postura dentro e fora de quadra,Ricardo é um exemplo a ser seguido.
10- Se você tivesse a oportunidade de escolher apenas 1 jogadora da equipe do Vôlei Futuro que saiu para retornar à equipe, qual você escolheria e por quê?
Ah que pergunta difícil ,rs…todas são especiais,cada uma com seu jeito de jogar e de ser,acho que todas levaram um pouco de nós e deixaram um pouco de si,então acho que hoje cada uma tem que seguir seu caminho natural e espero q sejam felizes e vitoriosas aonde estiverem.
11- Defina com poucas palavras:
ARAÇATUBA:Paixão
VÔLEI FUTURO:Família
TORCIDA:MARAVILHOSA!
12- Diga o que você quiser para a torcida do Vôlei Futuro e diga o que você espera dela.
Eu só tenho a agradecer todo o carinho que essa torcida maravilhosa nos dar,toda a força,a alegria ,a vibração positiva,é lindo ver o ginásio lotado,é lindo ver a cidade de Araçatuba vestida de Volei Futuro !!Conto com a torcida de vocês sempre,jogar aqui é diferente e único,não deixem que esse calor e essa alegria se apague,pelo contrário,vamos vestir a camisa VF e vamos gritar…oléééé!!:)Conto com vocês p espetáculo!!
13- Qual é o seu maior sonho no vôlei?
Meu maor sonho no volei é ganhar uma superliga !!

 __Enrevista com Joycinha

Nascida em 13 de junho de 1984, oyce Gomes da Silva, mais conhecida como Joycinha,é jogadora de vôlei atua como oposto e atualmente atua no time Vôlei Futuro de Araçatuba.

Quando Joycinha assistiu pela primeira vez a um jogo da Seleção Brasileira masculina, ela teve a certeza de que o vôlei entraria em sua vida. Isso foi em 1998, em Guarulhos, e ela viu de perto craques como Giba e Kid. Até então, ela jamais havia acompanhado uma partida sequer. Inspirada e encorajada por uma amiga, começou a jogar pelo time do colégio e algum tempo depois, já impressionava a todos pela sua altura, possuindo quase 1,80 com apenas 14 anos. Logo passou a defender o time de sua cidade pela Associação Atlética de Guarulhos. Para concretizar seu sonho, Joycinha levava uma hora de ônibus de sua casa até o colégio, e seguia, andando, para o clube. Em 2003, assinou com o Minas Tênis Clube para disputar então, pela primeira vez, a Superliga Brasileira de Voleibol.

ENTREVISTA:

1- Com que idade começou a jogar vôlei e qual foi a 1ª equipe profissional que você defendeu?

14 anos. No Minas Tênis Clube.

2- Por que escolheu jogar no Vôlei Futuro?

Pela oportunidade de conhecer a estrutura,conhecer a cidade, a torcida.

3- Qual o principal motivo da sua renovação com o time do Vôlei Futuro?

Eu já tinha um contrato de 2 anos.  

4- O que você está achando de Araçatuba?

É bem diferente de outras cidades que já joguei. Sempre joguei em capitais, nunca joguei no interior. Pra mim continua sendo uma experiência nova gosto muito de Araçatuba.

5- Qual a principal diferença que você percebeu em relação ao time do VF e à Unilever?

Todos os times que já joguei são diferentes,por mais que eu esteja no mesmo time, as pessoas nunca são as mesmas. Talvez a diferença seja em ter uma rotina diferente da que eu tinha lá no Unilever.

6- Com que idade foi para a seleção?

Minha primeira vez foi aos 16 anos na seleção infanto. 

7- O que acha de jogar na seleção brasileira?

É sempre ótimo estar em uma seleção. Não existe palavras pra descrever. 

8- Vamos lembrar um pouco do passado. Descreva o acidente que ocorreu com a equipe do VF.

Eu não gosto de falar sobre o acidente, passou e Deus sabe de todas as coisas e graças à Ele, todos nós saímos com vida. 

9- O que mais te marcou em suas temporadas pelo VF até agora?

A união do grupo. Nosso grupo é especial, se nao for o melhor, foi um dos melhores q já tive. 

10- Qual é seu ídolo?

André Nascimento. 

11- Diga uma qualidade e um defeito seu no vôlei.

Qualidade é o ataque, defeito, kkkk não posso entregar o ouro ao bandido kkkkkk mas tem vários kkkk. 

12- Defina com poucas palavras:

Araçatuba – calor

Vôlei Futuro – crescimento 

Torcida do VF – contagiante

13- O @V_Konagai quer saber se você sempre quis ser oposta.

Eu era meio até os 18,19 anos, depois comecei como oposta e gosto muito da minha posição.

14- Diga o que você quiser para a torcida do Vôlei Futuro.

A torcida do Vôlei Futuro realmente é o 13º jogador, super contagiante!!! 


__Entrevista com Piá

1- Com que idade começou a jogar vôlei e qual foi a 1ª equipe profissional que você defendeu?
comecei a jogar com 13 anos minha primeira equipe profissional foi o banespa.

2- O que influenciou na sua vinda ao Brasil e também para o Vôlei Futuro? (pergunta feita pelo meu amigo Vinícius Costa Konagai).
joguei no japao e na italia para adquirir experiencia internacional,a estrutura do volei futuro e o time que esta sendo montado me seduziram a aceitar a proposta.

3- Por quanto tempo jogou no Sada Cruzeiro e por que saiu da mesma e foi para fora?
sim joguei dois anos no time do sada e sai por questoes profissionais nada alem disso.o sada é uma grande equipe e deixei muitos amigos la.
 
4- Está contente em defender o VF?
Claro,muito contente,o volei futuro é uma grande equipe  onde esta sendo montada uma equipe estramamente competitiva e tenho certeza que vamos lutar este ano por titulos.

5- Você ficou sabendo do caso do Michael que foi xingado no 2º jogo da semifinal pela torcida do Sada? Se sim, acha que aquilo é normal de jogo ou foi falta de educação?
sim,eu soube quando ainda estava na italia.Achei sim uma falta de respeito com o atleta,o Michael é um rapaz digno e honrado,e que eu conheci no banespa onde joguei com ele de 2002 a 2006.

6- Qual seu ídolo?

tenho varios idolos no volei entre eles o dante,nalbert e escadinha.

7- Já conhecia Araçatuba? Se sim, o que acha da cidade?
nao conheco muito,porque so fui jogar,mas pelo pouco que eu conheci me pareceu muito boa,pessoal muito acolhedor infraestrutura da cidade muito boa e como sempre fui no verao jogar a cidade e muito quente coisa que eu gosto muito.

8- Já conhece a estrutura do VF, a torcida? Se sim, o que tens a dizer sobre os mesmos?
nao,mas ja ouvi falar que tem uma otima estrutura,a torcida conheco bem que alias jogar contra realmente nao é muito bom ainda bem que este ano vou ter a torcida ao meu favor.

9- O que você tem a dizer para o VF e a torcida? Pode dizer tudo o que quiser.
estou muito feliz em vestir a camisa do volei futuro,e quero q voces saibam, que vou me empenhar ao maximo este ano para dar muitas alegrias a voces

 __Entrevista com Ana Cristina

Temos o grande prazer de exibir mais uma entrevista exclusiva. Agora, com uma ótima jogadora e muito simpática! Vamos ver o que a Ana Cristina tem a nos dizer.

1- Com que idade começou a jogar vôlei e qual foi a 1ª equipe profissional que você defendeu? Comecei a jogar com 9 anos, numa escolinha do Clube Círculo Militar de Belo Horizonte e a minha primeira equipe profissional foi a Recreativa de Ribeirão Preto na temporada 2000/2001.

2- Por que escolheu jogar no Vôlei Futuro? Na verdade fui escolhida, fui convidada pra jogar no Vôlei Futuro em 2009, depois da minha passagem pelo São Caetano, onde eu era reserva da Fofão e quase nao joguei, então saberia que teria a oportunidade de voltar a jogar num time que estava crescendo a cada ano e que estava apostando em mim.

3- Há quantos anos defende a equipe de Araçatuba? Essa é a minha 3 temporada. 2009/2010, 2010/2011 e agora 2011/2012

4- Já sabemos que você continuará no VF. Qual o principal motivo dessa renovação? Todos!!! A estrutura, a cidade, o time, as pessoas e a vontade deles em ficar comigo heheheh.

5- Você tinha algum apelido por ser uma dos mais baixos ou o mais baixo da equipe? Não, só me chamam de Ana, Aninha, Cris…

6- Como é jogar ao lado de Paula Pequeno, Fabiana, Joycinha, Stacy? Jogar ao lado de jogadoras de seleção sempre é bom, pela experiência e pelos toques que elas podem nos dar. Aprendi muito com elas!!!

 7- Você acha que o acidente ajudou na desclassificação do VF? Nao dá pra culpar somente o acidente, mas é logico que atrapalhou! Estavámos numa crescente, num ritmo muito bom e depois do acidente ficamos quase uma semana sem treinar com o grupo completo e ja fomos jogar… E isso atrapalha bastante!8- Descreva o acidente. O acidente foi muito rápido, eu estava no fundo do ônibus, não vi nada, só ouvimos o momento q o ônibus bateu e começou a virar… Uma sensação horrível, pq a gente não sabia o que tinha acontecido, onde estávamos, nao via nada do lado de fora pq estava muita chuva e muito escuro. Mas conseguimos nos organizar, sair com calma do ônibus pra que ninguém se machucasse mais….9- O que mais te marcou em suas temporadas pelo VF até agora? A evolução do projeto e a torcida lotando o ginásio sempre!10- Qual é seu ídolo? Na minha posição Maurício Lima e Fernanda Venturini11- Quais os pontos você acha que a equipe do VF feminino evoluiu? Acho que em todos, físico, técnico e emocional… Um time guerreiro que deixa marcas por onde passa, pela sua força…12- Defina com poucas palavras:Araçatuba – cidade deliciosa, eu adoro!!! (so falta diminuir os buracos hehhe)
VF – melhor estrutura que eu ja conheci no Brasil…
Torcida – emoção sem explicação!!!!

13- O que você tem a dizer para o VF e a torcida? Pode dizer tudo o que quiser. Tenho que agradecer pelos anos que passaram, pela força, carinho, abraços, choros, puxões de orelha e tudo mais!!!!
E dizer que vcs vão ter que me aguentar por mais um ano e espero que continuem comparecendo aos treinos e jogos, dando aquela força!!!!
Um beijo bem grande no coração de cada um!!!

 __Entrevista com Daniel

1- Com que idade começou a jogar vôlei e qual foi a 1ª equipe profissional que você defendeu?

Comecei a jogar voleibol com 12 anos de idade e a primeira equipe profissional foi exatamente Volei Futuro em 2006.

2- Por que escolheu jogar no Vôlei Futuro?

Foi um convite que me fizeram em 2006, sempre tive sonho de jogar profissionalmente e o Volei Futuro foi quem me deu essa chance.

3- Há quantos anos defende a equipe de Araçatuba?

Por 5 anos defendi o Volei Futuro.

4- Qual o motivo de ter saído do Vôlei Futuro? Foi escolha sua?

Vida de atleta é assim, tive proposta pra jogar em outro lugar e aceitei, pois não houve opção de renovação.

5- Você tinha algum apelido por ser um dos mais baixos ou o mais baixo da equipe?

Eu sempre fui o mais baixo do time por todos esses anos, e apelidos era o que não me faltavam (risos), alguns mais frequentes eram anão, pigmeu, pulga…

6- Como é jogar ao lado de Ricardinho, Vissoto, Lucão, Mário Júnior?

São jogadores de seleção e jogar ao lado deles foi muito marcante pra mim, espero poder jogar ao lado de outros jogadores como eles.

7- Você era o líbero titular da equipe. Depois que chegou o Mário JR., você ficou como reserva. Por esse motivo, você se entristecia por ter sido substituído ou não tem nada a ver?

Não me entristecia, pelo contrário, sempre me dedicava cada dia mais para que quando tivesse uma chance pra jogar eu agarrasse ela.

8- Já sabemos que o Michael não quer mais falar sobre o assunto, mas, você acha que a torcida do Sada agiu de forma errada quando xingaram o Michael, ou é normal de jogo?

Não gostei o que aconteceu com Michael porque ele é uma pessoa maravilhosa e querido por todos, então não concordei com a atitude dos torcedores.

9- No 2º jogo da semifinal em Araçatuba, foi feita uma grande homenagem à Michael. Vocês jogadores já sabiam que aquilo iria acontecer?

Não sabíamos de nada, e foi muito bacana a homenagem não só pelo Michael mas para que isso não aconteça mais com nenhum outro atleta, ou qualquer outra pessoa.

10- Na sua opinião, o acidente com as meninas do VF e tudo o que aconteceu com a Stacy podem ter influenciado na desclassificação tanto do feminino como no masculino?

Não acho isso, no masculino tivemos altos e baixos durante o campeonato, sofremos em alguns momentos, infelizmente não conseguimos chegar á final.

11- A equipe do VF tem algo contra o blogueiro Bruno Voloch que, na maioria dos seus posts sobre nossa equipe, fala mal da cidade e do VF? E você?

Sobre isso não sei te falar, não conheço o blogueiro, só vejo as coisas que ele posta.

12- O que mais te marcou em suas temporadas pelo VF?

O carinho dos torcedores lotando o ginásio em todos os jogos e os títulos conquistados. Além de jogar ao lado de jogadores de seleção brasileira.

13- Qual é seu ídolo?

Meu ídolo é Ayrton Senna.

14- Quais os pontos você acha que a equipe do VF masculino evoluiu?

Evoluiu tecnicamente e taticamente.

15- O que você acha que a equipe do VF em geral evoluiu?

Não sei explicar, o que posso dizer é que aprendi muito em todos esses anos.

16- Defina com poucas palavras:

Araçatuba – Cidade acolhedora, boa de se morar.
VF – Grande aprendizado, excelente estrutura.  
Torcida – Fanática, especial e inesquecível.

17- O que você tem a dizer para o VF e a torcida? Pode dizer tudo o que quiser.

_______________

ENTREVISTA COM STEPHANY:

1- Com quantos anos você começou a treinar vôlei, em qual cidade e por que você escolheu jogar vôlei?
R: Comecei profissionalmente mesmo, com 11 anos! Mas antes já ficava no pé do meu pai pra brincar de vôlei..rs

2- Qual foi a 1ª equipe profissional que você jogou?
R: Minha primeira equipe foi o Açúcar União São Caetano!

3- Qual o seu maior fã?
R: Nao tenho um maior fã, considero todos q torcem por mim e me tratam com carinho!

4- Há quanto tempo está no Vôlei Futuro?
R: Joguei por 2 temporadas, 2009/2010 e 2010/2011.

5- Vai continuar na equipe? Se não, por quê?
R: infelizmente nao continuarei na equipe, o meu desejo era ficar, me identifico com a cidade e com o projeto, mas nao deu certo a renovação!

6- O que você acha ser treinada pelo próprio pai?
R:Na hora em q estamos treinando ou jogando sempre separamos o lado pai e filha, prefiro pensar q fico feliz por ser treinada por uma pessoa que foi muito importante o o voleibol, e procuro aprender ao máximo.

7- Que jogo você acha que foi inesquecível para sua vida?
R: Na verdade tenho alguns jogos q foram marcantes pra mim, mas mais recente foi a nossa conquista de terceiro lugar da Liga, foi uma sensação maravilhosa naquele momento, parecia q tínhamos ganho um título.

8- Como é jogar com Fabiana, Paula Pequeno, Joycinha, Stacy, Alisha?
R: Poxa é um prazer imenso poder jogar com essas jogadores, procuro sempre aprender com elas, fico sempre observando o treino, os jogos e aproveito ao máximo os conselhos q elas nos passam.

9- Descreva em poucas palavras, o acidente da equipe do Vôlei Futuro em Osasco.
R: Difícil, foi um susto muito grande. mas Graças a Deus já estao todas bem, inclusive a nossa Stacy.

10- Por que, na sua opinião, a equipe do Vôlei Futuro não conseguiu chegar à semifinal da superliga?
R: Nós chegamos a semi-final, mas nao conseguimos vencer a equipe de osasco, acredito q se estivéssemos com nossa força máxima tanto fisica qto mental, poderíamos ter ganho, querendo ou nao o acidente abala um pouco, mas nada acontece por acaso.

11- Na sua opinião, quais foram os pontos que a equipe feminina conseguiu evoluir nesta temporada?
R: Evoluímos em tudo, conseguimos chegar em colocação inédita para o VF, e crescemos muito como pessoa, cada temporada é diferente, essa foi a do aprendizado acredito eu.

12- O que você acha da estrutura do Vôlei Futuro?
R: De primeiro mundo, eles nos oferecem uma estrutura de trabalho perfeita. Tudo sempre pensando no atleta, eles realmente pensam em nos proporcionar um ambiente no qual vc pode estar sempre evoluindo. E tudo da melhor qualidade, um diferencial mesmo.

13- Para encerrar, defina com poucas palavras:

Willian Carvalho- Uma pessoa maravilhosa.
Vôlei Futuro- Vivemos como uma família.
Araçatuba- Caaaaalor hehe.
Torcida do VF- Emocionante.

CORREÇÃO: NA PERGUNTA 10, É FINAL E NÃO SEMIFINAL.

5 thoughts on “Entrevistas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s