E quem diria? O saque foi fundamental para o Vôlei Futuro

E quem diria que o saque seria a arma fundamental para o Vôlei Futuro masculino chegar a final!

O cubano Oreol Camejo foi eleito melhor jogador da partida e ganhou o troféu VivaVôlei. (Foto: Divulgação)

Depois de um turno ruim nesse fundamento, o time conseguiu se superar de uma forma espetacular e os saques apenas começaram a entrar.

E o que era motivo de muita reclamação por parte dos torcedores, virou motivo de muito elogio afinal, o saque ajudou muito o time a chegar na grande final.

O Vôlei Futuro teve grande evolução no quesito entrosamento no decorrer da competição, mais a evolução primordial para as vitórias e conquistas é o saque, onde alguns jogadores tem grandes destaques neste fundamento e contribuíram para os plays-off.
Nosso time tem algo em comum onde nossos centrais tem carta branca para forçar o saques, algo não muito comum, Vini e Michael, são os destaques nesse fundamento na fase final da competição, Lembrando também que nosso oposto Lorena tem um exelente saques e contribuiu muito para nosso time. – opina o torcedor Gustavo Moretti.

Michael e Vini foram os destaques no fundamento. Vini sempre foi o nosso destaque no saque e agora dividiu o post com Michael.

O time passou a ser vice-líder no fundamento.

Nosso time continua errando, como todos os outros, mas melhorou muito.

A melhora foi tão grande que até saques fracos passaram a se tornar ace. No jogo 3 da semifinal, 2 aces da bola que vinha lá de baixo, tão fraca, mas tão arrasadora.

O saque por cima também foi sensacional. Os nomes do saque, Michael e Vini, desconcertaram a recepção adversária e fez a torcida gritar de alegria.

 Esse aqui, o Vini, o que mais vibra no time, não decepcionou de novo. Estava inspirado novamente. Conseguiu aces e conseguiu desestabilizar a recepção carioca.

Mas o destaque fica para outro craque. Outro central.

Esse aí, nossa, sem comentários. Impressionante o que o Michael fez ontem no saque. Além de ser o melhor em quadra, conseguiu 4 aces, 2 seguidos, e quando não era ace, o saque entrava com um peso de abrir a boca. Errou poucos saques. Michael foi demais. DEMAIS, DEMAIS!!!

E foi assim que o Vôlei Futuro chegou na final. É claro, recepção, levantamento, bloqueio, ataque, defesa e contra-ataque, tudo isso ajudou, mas o saque foi o destaque. E quem ganha com tudo isso?

Somos todos nós! Parabéns Vôlei Futuro!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s