Vôlei Futuro perde invencibilidade e liderança

Estavam em jogo a invencibilidade e a liderança, e o Vôlei Futuro viu tudo ir ao chão. Em jogo muito disputado contra o Sesi, a equipe de Araçatuba conheceu sua primeira derrota na competição, por 3 sets a 2, parciais 25/22, 16/25, 25/19, 19/25 e 15 a 9. Com isso, perdeu a ponta da tabela da Superliga para o Rio de Janeiro, que derrotou Minas por 3 sets a 0. As duas equipes estão empatadas em 21 pontos, assim como o Osasco, mas as cariocas levam a vantagem no aproveitamento de sets.

Na próxima rodada, o Sesi encara o São Bernardo, na sexta-feira, às 19h30m. No mesmo dia, o Vôlei Futuro encara o Osasco, às 18h30, com transmissão do SporTV.

– O jogo do time. Acho que a gente funcinou na defesa, no bloqueio e na alegria. Recuperamos bolas impossíveis. Isso é bom – disse Dani Lins, eleita a melhor jogadora em quadra, em entrevista ao SporTV após a partida.

O jogo

O primeiro set começou equilibrado. Nos ataques de Sassá, porém, o Sesi conseguiu abrir boa vantagem sobre o Vôlei Futuro. A equipe de Araçatuba tentou reagir, principalmente com Fernanda Garay, maior pontuadora do set, com cinco pontos, e Paula Pequeno. As donas da casa, porém, seguraram a reação das rivais e fecharam em 25/22 depois de bloqueio errado de Joycinha.

O segundo set começou com belo bloqueio de Carol Gattaz. E foi esse fundamentou que levou o Vôlei Futuro a abrir oito pontos de vantagem com facilidade, fazendo 14 a 6. O Sesi ainta tentou melhorar, mas não conseguiu tirar a diferença. Fernanda Garay, em belo ataque cruzado, fechou a parcial em 25 a 16.

O técnico Talmo de Freitas deu um jeito na defesa, e o Sesi voltou a sobrar no terceiro set. O time da casa conseguia neutralizar os ataques das visitantes e foi para a segunda parada técnica com 16/9 no placar. Aos poucos, o Vôlei Futuro conseguiu equilibrar a partida, mas a parcial já era do Sesi: 25 a 19, depois de bola para fora de Joycinha.

O quarto set começou com dois pontos de bloqueio de Fernanda Garay, melhor jogadora do Vôlei Futuro na partida. O time de Araçatuba chegou a ter seis pontos de vantagem, mas Sesi diminuiu a diferença para três: 10 a 7. Joycinha, então, começou a crescer na partida, e a equipe visitante retomou o domínio do jogo. No fim, Paula Pequeno mandou a bola no chão e fechou em 25 a 19.

No set decisivo, o Sesi voltou a crescer. Com uma defesa eficiente, a equipe da casa abriu vantagem sobre as rivais e não deu mais nenhuma chance de recuperação. Elisângela, em ataque certeiro, deu números finais ao jogo: 15/9.

FONTE: Globo Esporte

Com isso, caímos para 2º, mas, assim como Unilever (1º) e Osasco (3º), estamos com 21 pontos.

Só quero fazer uma crítica em relação ao narrador do SPORTV. Não é preciso entender de vôlei para notar que ele estava torcendo para o Sesi. É impressionante como ele vibrava com os pontos do Sesi e só falava bem. Mesmo que elas tenham sido superior, ele não estava agindo com imparcialidade.

É claro, se estivesse torcendo pro Vôlei Futuro, seria bom, mas, mesmo assim é errado e tem que aprender a ser imparcial independentemente do time que esteja torcendo.

COMENTE NO “QUEM É O MELHOR?” QUAL FOI A MELHOR JOGADORA DO VÔLEI FUTURO DESTA 8ª RODADA DA SUPERLIGA FEMININA.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s