Vôlei Futuro na luta contra o Câncer de Mama

Em outubro, a campanha de combate ao câncer de mama e incentivo ao exame de mamografia entre as mulheres entra em quadra com as equipes do Vôlei Futuro.

Os dois times, masculino e feminino, vão aderir à campanha e nos próximos jogos vestirão uniformes na cor rosa como apoio à luta contra a doença.

A iniciativa contra a doença surgiu na Califórnia, em 1997, e ganhou o mundo ao iluminar com holofotes cor-de-rosa monumentos como a Torre de Pisa, na Itália, o Arco do Triunfo, na França, e o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro.

A ação será realizada durante a rodada dupla em Araçatuba no dia 21 de outubro (sexta-feira) e no duelo feminino dia 25 de outubro (segunda-feira). Dia 21 o Vôlei Futuro Feminino entra em quadra às 18hs e o masculino às 20hs, ambos enfrentam as equipes de São Bernardo do Campo, já no dia 25 as meninas enfrentam o Sesi/São Paulo às 20hs.

A entrada para os dois dias será franca para as mulheres. Os homens que comprarem seus ingressos para a rodada dupla terão desconto de 50% para o jogo do dia 25 de outubro. Os ingressos estarão disponíveis na bilheteria do Ginásio Plácido Rocha para sócios contribuintes a partir do dia 13 (quinta-feira) e para não sócios a partir do dia 19 de outubro.

Sobre a campanha contra o Câncer de mama:
No Brasil, a campanha tem o objetivo de conscientizar todas as mulheres com idade a partir dos 40 anos sobre a necessidade de se reservar um “dia rosa”, especialmente para agendar a mamografia anual. O exame é a principal estratégia para diagnóstico precoce do câncer de mama, fator decisivo para o sucesso do tratamento.

A cor rosa, que alerta para o câncer de mama no mundo, tomou conta do Senado Federal e da Câmara dos Deputados, em Brasília. O Outubro Rosa prevê atividades ao longo de todo mês, em várias cidades do país.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de mama é a maior causa de óbitos por câncer na população feminina, principalmente na faixa etária entre 40 e 69 anos. Segundo o INCA em 2010 foram registrados aproximadamente 50.000 novos casos e em 2008 ocorreram cerca de 12.000 mortes decorrentes da doença.

Entretanto, é importante enfatizar que as chances de cura também são altas e chegam a 95%, se a enfermidade for descoberta precocemente.

FONTE: SITE DO VÔLEI FUTURO.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s